FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS

FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS
Please report broken links
リンク切れを報告してください。

última atualização 20/06/2016

segunda-feira, 28 de julho de 2008

In Memorian

Eu queria ser um tantinho mais destemido, agir mais e pensar, calcular, menos. Quanto vale um sonho? Vivemos uma época em que todas as coisas têm preço. É também uma época em que as mesmas coisas esgotam-se rapidamente. Quinze minutos, quando muito. Aqueles que têm o poder da fênix reinventam-se, voltam renovados, a todos os demais, o esquecimento irremediável.
Estou triste, parece-me que tenho estado sempre mais triste que alegre. Pensando nisso, lembro-me de um dia da minha infância em que fui surpreendido com o comentário incisivo de minha querida tia Cida, irmã de papai. Ela afirmou que eu era uma pessoa depressiva. Não gostei de ouvir aquilo, na época, argumentei em minha defesa. Hoje, percebo que a máxima era verdadeira. Imagino se desde tão tenra idade meu rosto já estaria tão visivelmente marcado. Sofro de um dos males do fim do século, ou do novo século, que seja, e sei que não sou o único. Infelizmente, ter consciência disso não me ajuda em nada, ao contrário, só me torna mais triste e mais impotente.
Para toda ação supõe-se haver uma conseqüência. Mamãe partiu cedo demais, agora jaz imóvel em sono profundo, deixando órfãos os que aqui ficaram e não são poucos. Assim recolho-me exausto, triste, impotente. Hibernar no inverno, despertar na primavera, viver e morrer. Outro ciclo se fecha.
Mamãe
PRECE
OH, DEUS, CONCEDA-NOS GRAÇAS!
ADIANTO-LHE, ENTRETANTO, NÃO SEI EXATAMENTE DO QUE PRECISAMOS, POIS QUE, A NÓS, TANTO FALTA. ACHO ESSE UM PARADOXO DE FÁCIL SOLUÇÃO PARA O INTELECTO UNIVERSAL QUE ORIGINOU A TODOS OS OUTROS DE ONDE VÊM AS COISAS HUMANAS. AQUILO, QUE NÃO É HUMANO, É NATURAL E GRATUITO, PORÉM, NÃO É DE TODO SUFICIENTE.
OH, SENHOR, VALHA-NOS!
ILUMINA NOSSAS IDÉIAS E ABRANDA NOSSO SOFRER. CAIR DÓI, LEVANTAR DÓI, PROSSEGUIR DÓI, ESQUECER DÓI. PERDOA-NOS, ENTÃO, QUE SOMOS NÓS OS CULPADOS, NÃO ENCONTRAMOS GRÃOS PELO CAMINHO, DE CEGO QUE ESTAMOS, SÓ ALCANÇAMOS PEDRAS E DE PEDRA EM PEDRA JÁ NÃO CONSIGUIMOS MAIS SUPORTAR O PESO SOBRE NOSSOS OMBROS. NÃO TEMEMOS A FALTA DE TEMPO, POIS QUE O TEMPO É INFINITO, MAS, ÀS VEZES, O INFINITO É MENOS AMIGO QUE INIMIGO E TEMOS MÁXIMA URGÊNCIA! TEMEMOS A DOR! TEMOS PRESSA! TEMEMOS A ÂNSIA!
PERDOA-NOS, POIS! AMÉM.