FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS

FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS
Please report broken links
リンク切れを報告してください。

última atualização 20/06/2016

quarta-feira, 27 de junho de 2007

I’ve been tagged by Onanite*

* Fui escolhido pelo Onanite [+]

originally in English:
1. All right, here are the rules.
2. We have to post these rules before we give you the facts.
3. Players start with eight random facts/habits about themselves.
4. People who are tagged need to write their own blog about their eight things and post these rules.
5. At the end of your blog, you need to choose eight people to get tagged and list their names. Don’t forget to leave them a comment telling them they’re tagged, and to read your blog.


em bom Português:
1. Estas são as regras.
2. Devem-se publicar estas regras em primeiro lugar.
3. Os jogadores enumeram oito fatos/hábitos aleatórios sobre si mesmos.
4. Aqueles que forem escolhidos devem escrever em seus próprios blogs as suas oito coisas e publicar estas regras.
5. Ao final, você deve selecionar mais oito pessoas e listar seus nomes. Não esqueça de lhes deixar um comentário avisando que foram escolhidas e pedindo que visitem seu blog.

Minhas oito “coisinhas”:
1. Eu sempre quis ser uma mulher linda, alta com cabelos longos e sedosos. Gostaria de ter os olhos esverdeados de vovó, um queixo delicado, seios firmes e quadris largos; seis filhas de cores e raças diferentes e um único menino que se chamaria Maximiliano, o Max.

2. Eu nunca toquei ou olhei para uma vagina pessoalmente. As minhas únicas experiências com o sexo oposto tiveram caráter estritamente científico.

3. Eu gosto de pensar que é melhor estar só que mal acompanhado. Imagino que o meu amor-próprio [e porque não, a minha autopiedade] é tão grande que eu, sozinho, me basto.

4. Eu não sou tímido, mas sou muito reservado. Eu sou elegante, mas gosto de falar palavrão.

5. Eu posso comer muito sem engordar nada. Graças a características familiares eu tenho mais tendência para emagrecer que para engordar.

6. Eu amo intensamente, mas não sou possessivo. Eu sei que o amor não deve ser uma prisão nem para quem ama, nem para quem é amado.

7. Eu acordo, às vezes, com um mau humor inexplicável. Por isso, evitem falar comigo logo quando eu acordar.

8. Eu não viro para o lado e durmo depois do sexo.

Agora, os meus oito alvos:
1. Fernando
2. Edmar
3. Jean Luiz
4. Leila
5. L. Antão
6. Foda-me
7. João Baptista
8. Trintinha

sábado, 16 de junho de 2007

Parada 2007, depois

Um arco-íris de borracha e hélio sobre um prédio de vidro

Trecho de uma carta que escrevi para minha amiga Paluzza e que descreve como foi o meu domingo, 10 de junho de 2007. A carta em questão foi escrita na quinta-feira [14/jun] e enviada ontem [15/jun]. Eu só omiti algumas intimidades para deixar o texto mais rápido de ser lido [Mas também foi preguiça minha de escrever um texto novo, especialmente para o blog. Por isso a cola veio em boa hora].

Abre aspasOi, titia.

Eu fiquei tão chateado de não poder aproveitar 100% do tempo que você esteve aqui em Sampa.
Ai, que stress!

Como foi a Parada? Curtiu? Você viu coisas que até Deus duvida? Ficou lôkinha? Que horas você chegou lá? [...] etc? etc? etc?

Que caralho, viu? Eu não dormi direito aquele dia porque o vizinho mudou bem no domingo e começou a zona antes das 7h da manhã, aí as cachorras latiram que nem loucas no quintal e me acordaram, e depois que eu acordei, não consegui mais dormir por causa do barulho do vizinho nas paredes, no chão, em cima, em baixo, socando e batendo e arrastando coisas... ai que inferno! [...] acabei dando uma cochiladinha básica e acordei atrasado... meio-dia eu ainda estava escolhendo a roupa que ia usar, aí eu me estressei porque eu esqueci de anotar aquele telefone do Tio, naquela hora que a Cinira falou, e tentava o celular dele [...]
Lá na Paulista eu estava daquele jeito, sem dormir, sem meus amigos, caretíssimo: o vinho não tinha subido ainda; aliás, ótima a safra de vinhos deste ano... quando eu achei o Gera, saí correndo [...]
Nós andamos desde a Brigadeiro até a Consolação atrás de um carro, dançando muito, tropeçando no povo, depois paramos e deixamos a banda passar[...] só não achei nenhuma Paluzza... Huumf!... Aonde você estava no meio daquela muvuca, hein?
Quando deu 18h, eu falei que ia embora porque eu estava podre. Eu queria dormir, queria ir na Penha e te encontrar antes que você saísse de noite, tirar fotos juntos e os cambau [...] Pisei numa garrafa quebrada e um pedaço de vidro atravessou a sola do meu tênis, a palmilha, a meia e cortou meu pé, mas eu nem senti dor; só senti que tinha alguma coisa presa na sola do sapato, sabe quando você anda e alguma coisa fica arranhando o chão. Quando eu tirei pra ver, achei a meia toda lavada de sangue e um iceberg de vidro encravado no meu tênis. Eu tive que enfiar uma bandeirinha no buraco pra arrancar o vidro porque não queria sair. [...]
O vinho fazendo seu efeito euforizante e inebriante, finalmente eu estava um pouquinho feliz [...] Ainda cheguei em casa e falei com a minha mãe que eu tinha duas notícias pra contar e que as duas eram ruins. Primeira: mamãe, eu estou FORA! Segundo, eu pisei num vidro que atravessou meu tênis e cortou meu pé, mas eu num tô nem sentindo, de tão fora que eu estou. Será que eu vou ter que tomar uma antitetânica? (só pra causar um draminha)
[...]
Acabei dormindo tarde de novo [...] Ai que raiva!... Mas nós sempre teremos a nossa conexão mental e digital, não é? [...]
Mande notícias o mais rápido que você conseguir e também mande, por favor, aquelas fotos que tiramos no sábado. O Gera dormindo é impagável!... e a Ciça e a Paluzza e a Danny...
Se cuida, nega! [...]”
+ textos e fotos da Parada:
- G Online
- GLX
- Mix Brasil




SAIDEIRAS:
- pra mim, era uma boa organizar os vendedores ambulantes; sozinhos, eles ocupam mais de 1m² e tornam-se verdadeiros obstáculos :(
- “Parada gay atraiu mais que o papa, diz jornal”, socorro!!! 8O
- “Comunidade Cristã Nova Esperança realiza 1ª Rave Gospel GLBT”, quanta informação! \P
- “Par de Flamingos Gays adota filhote abandonado”, papais bicudos!? :Y

Slavering

FAZ MUITO TEMPO QUE EU PROCURAVA UMA SÉRIE DO TAGAME E AGORA, APÓS MUITAS TENTATIVAS E ACERTOS, CONSEGUI UM ÓTIMO EXEMPLAR. TRATA-SE DE UMA HISTÓRIA BEM PESADA, FORTE, NUA E CRUA. EXPLÍCITA! OBVIAMENTE NÃO EU FAÇO A MÍNIMA IDÉIA DO QUE ESTÁ ESCRITO EM JAPONÊS, MAS O TEOR DAS IMAGENS PERMITE QUE ACOMPANHEMOS A NARRATIVA SEM TANTA DIFICULDADE COMO PODE PARECER.
ESTA PRIMEIRA PARTE TALVEZ SEJA A MAIS SUAVE DE TODAS, DAQUI PRA FRENTE AS COISAS FICARÃO MAIS SÉRIAS. BOM MENINO. PARA QUEM GOSTA DE EMOÇÕES FORTES.

[-1-] [-2-] [-3-] [-4-]
Descubra[m] o que se esconde por trás destes quadros!
[-5-] [-6-] [-7-] [-8-]
Mas não se assuste[m] ainda... o pior está por vir!
[-9-] [-10-] [-11-] [-12-]

terça-feira, 12 de junho de 2007

domingo, 10 de junho de 2007

Próximo! [ou: A fila anda...]

Leia a Frase do dia

Vindo de mais uma sessão de cinema com meu amigo, eu passei por aquele lugar de pegação. Mais por não haver outro caminho a seguir do que por alguma segunda intenção que eu pudesse ter naquele momento. O frio estava trincando e com passos rápidos atravessei a praça sem notar nenhum movimento, então algo chamou a minha atenção, não sei se foi um barulho... voltei-me para trás. Realmente havia uma pessoa encostada numa árvore, invisível pra mim quando passei, a mesma árvore que tantas vezes testemunhou a minha lascívia.
Não resisti, me aproximei. O que se seguiu a partir daí foi um tanto mecânico, apressado e selvagem; sem beijos, pouquíssima pele exposta ao frio da madrugada. Só depois de abotoarmos as calças é que vieram as primeiras palavras, os primeiros carinhos e beijos... as apresentações: qual é o seu nome; onde você mora... beijos; quantos anos você tem; mais beijos... Ele decide me acompanhar; vamos abraçados, conversamos. Ele diz que adoraria dormir uma noite inteira comigo.
Ao nos despedirmos ele insiste pra que eu decore seu número de telefone. 695**106... outros beijos, abraços e beijos.

Não liguei no dia seguinte. Queria ligar, mas não liguei. 695**106. Eu estava ocupado; esquecia. 695**106. Contei pro meu amigo, ele disse que eu deveria ligar. Por que esse número não me sai da cabeça? 695**106. Será que eu estaria disposto a entrar em uma relação mais íntima com alguém? Por um momento imagino como seria minha vida se eu aumentasse o meu nível de comprometimento com outro homem. Dormir uma noite inteira juntos, e mais uma e outra...
Liguei na sexta-feira, enfim. Conversamos amenidades; de ambos os lados os tons de voz eram suaves e bem humorados. Ele me pergunta se eu vou fazer alguma coisa mais tarde, disse-me que iria e só estava me contando para o caso de eu encontrá-lo ocupado se eu também fosse pra .
Então combinamos de nos encontrar , às 23h30, mas eu não fui. Dei-lhe um bolo! Pensei melhor e vi que eu não conseguiria dormir uma noite inteira aos pés de uma árvore em uma praça fria. Nem com ele, nem com qualquer outro.

domingo, 3 de junho de 2007

De hoje à sete

Nesta sexta-feira eu estive no Autorama com o Fernando [+] e o Griga. A noite estava ótima, o céu estava limpo e uma lua cheia brilhava lindamente; não estava muito frio. Nós três estávamos nos recuperando de um resfriado, que parece ter apanhado os paulistanos todos de uma vez; conversamos e rimos juntos, às vezes, flertávamos... aliás esse meu novo visual chamou mais atenção do que eu poderia imaginar [ou entender], mas já aviso aos navegantes: esta cara de hominho não vai durar mais que alguns meses... enfim, não era disso que eu queria falar mesmo...
Lá no Autorama é muito comum a presença de promoters distribuindo convites para as diversas boates, saunas e festas GLS de São Paulo e, com a proximidade da Parada e do feriado prolongado de Corpus Christi, esse movimento se intensificou. Nós até ficamos surpresos com a qualidade dos impressos, alguns do tamanho de uma folha de sulfite [tamanho A4], em papel plastificado... Arrasou! Pena que tudo isso acaba jogado no chão, numa total falta de respeito à natureza e aos bens públicos.
Ah, também havia pessoas voluntárias [provavelmente de alguma ONG] distribuindo preservativos e panfletos incentivando o sexo seguro... esses, pelo menos, eu não vi jogados pelo chão. Nem tudo está perdido.

XI Parada GLBT de São Paulo
Por um mundo sem racismo, machismo e homofobia
Apoio
Nós queremos que você[s] venha[m] participar conosco!


MAIS LINKS:
- em Goiás casal gay foi reconhecido e beneficiado pelo Incra
- santo graal gay: Desvendando o Código Pajubá
- cuidado: quem bomba, explode!
- quatro vezes S [sampa, sêmen, saliva e suor] o outro lado da Parada
- mais dicas da semana do orgulho aqui e... aqui
- três Valiums, um Lexotan e muita psicanálise

5 simple steps

COLETÂNEA JOSMAN: AS CINCO ETAPAS DE UMA BOA TRANSA

1. As preliminares 2. Mirando o alvo 3. Os finalmentes 4. Orgasmo 5. O gosto da vitória

a partir da esquerda:
1. As preliminares
2. Mirando o alvo
3. Os finalmentes
4. Orgasmo
5. O gosto da vitória