FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS

FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS
Please report broken links
リンク切れを報告してください。

última atualização 20/06/2016

sábado, 28 de abril de 2007

Indigestão, pesadelo ou só o a falta de serviços essenciais?

Eu estou chateado com este feriado do Dia do Trabalho. Já fiquei vermelho de raiva, mas agora, estou só chateado. Acontece que eu tentei sair de casa ontem, mais ou menos 23h15, e não consegui ir a lugar algum.
Não quero e não vou me aprofundar nas razões que me levaram a sair de casa pouco antes da meia-noite, nem vou detalhar os motivos pelos quais não tinha dinheiro suficiente para me locomover sem a dependência de um transporte público, mas muito me incomoda que, com tanto tempo hábil, eu não tenha conseguido chegar ao meu destino por pura falta de um transporte público eficiente.
Eu saí de casa, como disse antes, às 23h15, fui pro ponto de ônibus e esperei até meia-noite. Nada! Corri até o metrô Jardim São Paulo, antes que fechasse, e tentei validar meu cartão eletrônico. Fui informado que o guichê que presta este serviço só funciona até às 23h30. De volta ao ponto de ônibus. Nada! 0h30, 0h35, 0h40... nada! Voltei pra casa, comi alguma coisa e dormi.
Acordei agora a pouco com um pesadelo um tanto desconfortável: eu estava com meus sobrinhos, na pracinha aonde costumo levá-los para brincar, quando fui picado por um escorpião; eles me veêm desmaiando e me socorrem; peço a eles que chamem o avô e que tomem cuidado ao atravessar a rua... um horror! Acordei todo suado, apesar do friozinho.
Enfim, este sonho deve ser resultado da comida pesada antes de deitar, pra mim não representa nada, e não desviou meu descontentamento pelo funcionalismo público brasileiro. O fato de não haver ônibus disponíveis pra qualquer lugar da cidade ANTES DA MEIA-NOITE ou o fato de não ter ninguém pra validar meu cartão eletrônico no metrô EM PLENO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO. Ora bolas, eu estou na cidade São Paulo, não em Piraporinha do Bom Jesus do Rio Pardo ou nos cafundós de alguma mata impenetrável!
Imagino que, de alguma forma, isso fere meus direitos de consumidor, antes até que os meus direitos de cidadão.
O produto/serviço é que deve se ajustar ao cliente e não o cliente se ajustar ao produto/serviço. Afinal, o cliente tem sempre razão. Mas essa é uma regra que dificilmente se faz valer neste paraíso tropical. Grrrrrrrr! X#





VEJA[M] ESTES LINKS:
- cinco lésbicas muçulmas casadas: relações possíveis?
- justiça brasileira: crime finalmente julgado após 11 anos
- existe um limite para a liberdade de expressão?... parece que sim
- belezas mortais aonde Judas perdeu as botas
- mulheres espertas fogem dos bodes velhos
- game over: incentive o hábito da leitura nos seus filhos
- marginalizada em sua terra natal, deificada na Índia
- um pai machão, exageros teledramatúrgicos e um paraíso tropical
- aos 73 anos de idade, nascerá uma nova mulher
- este ano, os casais gays farão parte da estatística oficial
- dá pra combinar costumes milenares com os nossos hábitos modernos?


só podia se chamar Daniel... eu achei este vídeo aqui [+]

Osze-1

Eu acho que estou dando muita mamata pra você[s] entregando de bandeja séries inteiras e links para outros sites com várias séries de comics eróticos. Por isso, hoje, eu serei malvado: vou repatir uma série do OSZE em cinco partes e entregá-la aos poucos. BANQUETE S&M.
Morra[m] de curiosodade!
;D

[-1-] [-2-] [-3-] [-4-] [-5-]

sábado, 21 de abril de 2007

Com esse prefeito a gente nunKassab!

Hoje vou comentar os efeitos da aplicação da lei Cidade Limpa na cidade de São Paulo.

Por todos os lados, aonde quer que eu passe, em qualquer bairro, nos centros mais movimentados e nas periferias, o que se vê são fachadas comerciais em reforma acelerada. Tudo para que os estabelecimentos se ajustem à nova lei contra poluição visual e todo tipo de publicidade externa, que foi aprovada pela câmara dos vereadores e pelo prefeito Gilberto Kassab, no ano passado.


a disputa por espaço nas
ruas mais movimentadas
Pessoalmente, eu acho que esta não era uma medida das mais urgentes. Claro que, como quase tudo em São Paulo é mal organizado, a sua imagem geral não seria diferente. As sucessivas administrações que precederam a atual, sempre fizeram vistas grossas não só à poluição visual, mas também: às invasões descontroladas de famílias de sem-teto em terrenos sob proteção ambiental e propriedades particulares; à entrada, distribuição e comercialização de produtos pirateados ou contrabandeados do Paraguai e China; à instalação descontrolada de camelôs em todas as áreas urbanas, que obriga os pedestres a caminharem pelas ruas, dada a impossibilidade de se transitar pelas calçadas; à má fiscalização do comércio de alimentos ao ar livre pelos órgãos da vigilância sanitária; ao trânsito caótico e a falta de investimentos em transporte coletivo de qualidade condizente com os valores aplicados às tarifas... a lista se seguiria por horas. Diante disso, nada mais natural que se desenvolva um mercado especializado na instalação de outdoores ilegais, cartazes e faixas de todo tipo.
Em São Paulo, as favelas uma vez instaladas, logo se tornam legais num processo de urbanização que se desenvolve, como que, por geração espontânea. Devido à inércia da administração pública, as empresas que oferecem os serviços essenciais [água, energia elétrica e telefonia] sob as leis do “uso capião”, regularizam as ligações clandestinas nas áreas invadidas e passam a cobrar por seus serviços. A partir daí, a Prefeitura já começa a reconhecer aquela área invadida como um novo bairro, indicando CEPs, nomeando e asfaltando ruas, numerando as casas e passando a cobrar IPTU dos novos proprietários. Depois se instalam linhas de ônibus, buscam-se áreas para construção de escolas e postos de saúde, etc... numa total falta de planejamento urbano.
favela: “bairro” super chique
Aquelas mesmas pessoas que moram nesses “novos bairros” [e mesmo aquelas que continuam na condição de sem-teto] precisam pagar suas contas, precisam comprar comida, levar os filhos pequenos à creche, precisam de trabalho e buscam esse trabalho aonde houver uma oportunidade: seja vendendo bugigangas de todo tipo nas ruas, seja vendendo “churrasquinho de gato”, seja como os homens que colam cartazes e outdoores, os mesmos homens que pintam os nomes e números de candidatos a cargos públicos em qualquer parede com espaço disponível, nos períodos de campanha eleitoral.

muro da Eletropaulo antes...
...e depois

Sem qualquer análise do impacto que causaria entre os comerciantes, empresários e na população mais pobre, a lei Cidade Limpa parece ter a intenção de passar um verniz brilhante sobre uma madeira que já está podre por dentro, às vezes, chegando ao cúmulo de cobrir as mensagens educativas existentes nos muros de propriedade da Eletropaulo, ao mesmo tempo em que tem uma atitude permissiva em relação aos muros das Escolas de Ensino Fundamental e os letreiros dos prédios públicos. Nos muros da Eletropaulo havia apenas mensagens que alertavam sobre o perigo de empinar pipas perto das redes elétricas ou de se atirar objetos nos fios, bem como o volume de energia que poderia ser descarregado em caso de acidente. O que se observa agora é uma pichação “oficial”, a cada 2,5 metros de muro, indicando que o mesmo está “protegido” pela lei nº 14.223 de 26/09/2006.
Fico imaginando quais serão as próximas medidas de [in]utilidade pública que a atual gestão municipal vai proporcionar aos cidadão paulistanos. Exigir que os feirantes disponibilizem sites de compras online e com entrega em domicílio?



- notícia no site da Prefeitura da Cidade de São Paulo
- a primeira vez a gente nunca esquece
- blog põe a gestão Kassab em cheque: análises, foto-denúncias e mais
- sem multas até outubro: por enquanto, Prefeitura fala manso
- os últimos golpes de um monstro agonizante
- será que eu posso cobrar-lhes a multa pessoalmente?
- São Paulo hoje, por Henrique Ferraz

Rolando-1

UM DOS NOSSOS LEITORES [CHAMADO BOBBY] DEIXOU NO CHATBOX O ENDEREÇO DO BLOG GTOONS [+]. QUEM FOR ATÉ LÁ VAI ENCONTRAR ALGUMAS SÉRIES DO JOSMAN, PATRICK FILLION E DO LOGAN [ESTE ÚLTIMO MUITO BOM, POR SINAL].
EU GOSTEI DE SABER QUE ESTE TIPO DE PUBLICAÇÃO ESTÁ SE MULTIPLICANDO, POR OUTRO LADO, VOU TER QUE ME VIRAR EM DOBRO PRA PODER TRAZER NOVIDADES. UMA DAS SÉRIES DO JOSMAN QUE EU IRIA PUBLICAR NO PRÓXIMO MÊS [COMPANHEIROS DE CELA] JÁ ESTÁ LÁ DISPONÍVEL NO GTOONS. MAS NÃO SE PREOCUPE[M]! EU JÁ RESOLVI ESTE PROBLEMA DE ESTOQUE. =D
ENQUANTO AGUARDA[M], APRECIE[M] A SÉRIE DE HOJE: O EXAME, DE ROLANDO MÉRIDA.


[-1-] [-2-] [-3-] [-4-]
[-5-] [-6-] [-7-]

sexta-feira, 13 de abril de 2007

Para se informar, pensar e se divertir

Flyer Mundo Mix
Mundo Mix, neste fim de semana, 14 e 15 de abril, na Barra Funda.

Imprima o flyer ao lado e
pague apenas R$ 2,00.
Sem flyer, R$ 3,00. Parte da renda será revertida para o Instituto Sou da Paz.

Se você[s] perdere[m] a feira deste mês, verifique[m] a programação completa para este ano na página oficial [+] do Mundo Mix. Durante todo o ano haverão edições da feira, aqui em São Paulo e em algumas cidades de Portugal.

Imperdível!





QUENTINHAS E MORNINHAS:
- a quantas anda a aceitação da sociedade aos interesses GLBTs?
- Augusta: do lixo ao luxo
- não se meta na minha vida e eu não me meto na sua... entenda porquê
- e Ellen DeGeneris mostrou que dá pra segurar a barra
- igual a chiclete: mastiga até acabar o doce, depois cospe
- ficou sério? então é hora de conhecer a sogrinha
- chique é ser inteligente... por isso que eu sempre li Marie Claire
- no futuro, mataremos ratos a tiro
- pra quê um quarto do pânico? a moda, agora, é ter um bunker!
- televisão: será que aqueles que não a assistem, estão dizendo a verdade?
- o etanol e o Brasil: estamos sempre metendo os pés pelas mãos?

Brinde: uma série COMPLETA!

Depois de tanta demora, eu decidi que não adianta ficar triste [mesmo que, às vezes, seja inevitável]... Trabalhar com o blog me alivia as tensões do dia-a-dia.
Graças ao Dino, do blog Sexy Hot [+], eu descobri uma galeria com algumas séries completas de mestres como Tom of Finland e Etienne, além fotos de modelos, atores e cenas de filmes. Eu tentei contatar o proprietário da galeria, mas não obtive resposta, por isso vou publicar uma de suas séries a sua revelia. Espero que gostem!
FERRO NO MARINHEIRO, do Hitchcock dos gay-comics, ETIENNE.

[-1-] [-2-] [-3-] [-4-] [-5-] [-6-] [-7-] [-8-] [-9-] [-10-] [-11-] [-12-] [-13-] [-14-] [-15-] [-16-] [-17-] [-18-] [-19-] [-20-]
[-21-] [-22-] [-23-]
Veja[m] os outros álbuns aqui [+]

quarta-feira, 4 de abril de 2007

I need a break

Renascimento

Oi, querido[s] leitor[es], espero que você[s] esteja[m] bem.
Eu não vou lá muito bem, não. Estou passando por um período um tanto triste e não consigo me dedicar ao blog com o mesmo entusiasmo de sempre. São motivos pessoais que não acho necessário declarar, mas acredito que não sejam irreversíveis.
Por isso, peço apenas um pouco da sua compreensão e paciência e, antes do que imagina[m], eu estarei de volta.
Até breve!