FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS

FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS
Please report broken links
リンク切れを報告してください。

última atualização 20/06/2016

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Agora só no ano que vem

Acabaram as férias e agora devo voltar ao trabalho. Foram 30 dias de ócio não produtivo. Fui no Anime Friends 2011 do dia 16 de julho. Encontrei com titia Paluzza que esteve em Sampa na mesma época. Durmi, durmi e durmi mais um pouco. Como foi bom esquecer para quê serve o despertador! Fui ao cinema. Encontrei amigos e tomei alguns porres. Aproveitei para assistir novas séries e filmes online e pesquisei na internet material inédito para completar as minhas coleções e também para publicar aqui. Nestes 30 dias ocorreram muitas coisas no Brasil e ao redor do mundo. Amy Winehouse morreu. Sim, eu sei, ela já estava por triz e não resistiu. Por aqui, as personagens gays da TV são retiradas do ar através de mortes violentas; e na cidade de São Paulo a Câmara de Vereadores aprovou a entrada de um discutível Dia do Orgulho Hétero na agenda municipal. Nos EUA, a questão do momento é a reeleição de Barack Obama. Será que vai, será que não vai? Ao mesmo tempo a Grécia pede esmolas à União Europeia para adiar[?] o colapso financeiro. E aqui em terras tupiniquins, começamos a mostrar os primeiros fiascos relacionados à Copa Mundial de 2014. Não vai ser fácil ver o suado dinheirinho dos meus impostos escoando pelo ralo...
Enfim, a vida continua e, nos momentos em que eu não estive simplesmente parado, eu brinquei com edição de imagens e fiz uma coletânea do JULIUS que poderia ser exposta facilmente em qualquer parede que se queira dar um toque de “filandria” que só é possível aos gays. Talvez utilizando um fundo de cor dramática como preto ou vermelho, com as imagens fixadas por molduras estreitas. Fica a dica! =]



sábado, 6 de agosto de 2011

Reparação

Em todos esses meses em que eu deixei de publicar qualquer coisa que fosse, eu também não consegui encontrar nenhum material inédito. Também é verdade, que eu nem procurava. Mesmo agora que estou de férias no trabalho [infelizmente nos últimos dias, snif!] não aproveitei o tempo disponível para pesquisar. Em compensação teve algumas noites que eu dediquei exclusivamente a isso e qual não foi a minha surpresa quando descobri que tem muuuuita gente que se dedica exclusivamente a garimpar e publicar em blogs, e no Tumblr, imagens de desenhos gays. Alguns são até separados por categoria ou por artista. A minha única ressalva, neste caso, é que os administradores destas páginas não se preocupam muito com a idade das personagens representadas naquelas imagens... Claro, quem conhece o que eu mesmo publico poderá questionar se eu mesmo tenho alguma medida. Na verdade, tenho, sim. Meu limite vai até a representação de adolescentes. Eu já fui adolescente, duh, e sei que na adolescência nós somos sexualmente ativos. Então, qualquer desenho que mostre sexo com adolescentes é uma representação da verdade, coisa que não acontece com crianças. Crianças não sabem o que é sexo e mesmo que saibam na teoria, não o experimentam na prática. De modo que sexo com crianças nunca seria uma representação da verdade. PEDOFILIA É CRIME!...

Agora chega de lenga-lenga. Achei uma seleção interessante de COWBOYS.

Ausência

É meio estranho estar aqui de novo depois de tantos meses afastado. Por tanto tempo, na minha vida inteira, eu estive desempregado e com tempo ocioso, infinito tempo ocioso, diga-se de passagem, que nem me dava conta de como uma simples mudança de hábitos poderia afetar drasticamente a minha rotina. Eu gosto de rotinas, regras, ordenamento... enfim, tudo que tem sequência me traz uma sensação agradável de continuidade. Eu gosto quando as coisas duram. Sempre que faço essas minhas “autoanálises”, percebo o quanto minha personalidade é conflitante, cheia de contrastes, às vezes, antagônicos. Sim, eu gosto de rotina e continuidade, mas o trinômio começo-meio-fim, por exemplo, tem algo que me incomoda. O fim é o fim e acabou, não há continuidade, espiritualidades a parte, o fim não significa o começo de nada mais já que, por si só, o fim representa o término. Hello-ou! Daí que vem o meu lado anárquico, boêmio, porra-loca. Não importa onde começou, o que importa é o meio, o “durante”, não existe fim.
Eu me incomodo por ser preguiçoso, acomodado, desanimado, até. Não sou daqueles que vivem momentos maravilhosos nos poucos minutos entre um compromisso e outro. Não entendo os workaholic, essas pessoas que vivem pilhadas, ligadas no 220V, multitarefas. Entendo menos ainda essa nova geração, esses jovens que, parece, já nasceram com um chip implantado no cérebro. Não dormem muito, só comem besteiras, jogam videogame ao mesmo tempo em que falam no Twitter e no Facebook. Estudam, trabalham, namoram e se divertem; tudo ao mesmo tempo agora.
Acho que eu deveria ter nascido na Bahia.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Viver ou morrer?


É tão intenso e dinâmico. A vida e o tempo correndo sobre uma montanha-russa. A certeza escrita sobre linhas tortas. Submetidos a todas as contradições possíveis, estar no ponto mais alto não significa outra coisa senão o prenúncio da queda. De repente a terra treme, uma onda gigante nos atinge de surpresa e retornamos aos tempos da guerra fria, com a ameaça de destruição do mundo pelo núcleo do átomo. Na montanha-russa e sensação da queda nos dá prazer, uma descarga eletrizante de adrenalina que nos faz erguer os braços e gritar em êxtase. Então, a trava de segurança se abre, e viramos estrelas de um filme de terror qualquer. Ou não vamos ao parque, estamos no meio da semana e temos de ir à escola, estudamos Língua Portuguesa, Matemática e Ciências. Brincamos juntos, caçoamos uns dos outros, rimos, talvez alimentemos rancores tão profundamente enraizados que nos fazem querer vingança. Armamo-nos até os dentes. Todos são “o alvo”. Precisamos matar quem nos matou. E assim, morremos, pois nada dura para sempre, nem a vida, nem o tempo!



25 gangues apavoram gays e negros nas ruas da cidade
fonte: jornal Folha de S. Paulo, domingo, 03 de abril de 2011
Veja[m] galeria de fotos
Polícia Civil de São Paulo identifica 200 integrantes de grupos extremistas
Skinheads entre 16 e 28 anos são investigados por “crimes de ódio” que deram origem a 130 inquéritos policiais
LAURA CAPRIGLIONE
DE SÃO PAULO


Eles são jovens, com idades entre 16 e 28 anos.
Têm ensino fundamental e médio. Pertencem, em sua maioria, às classes C e D.
Usam coturnos com biqueiras de aço ou tênis de cano alto, jeans e camisetas.
São brancos e pardos - negros, não. Cultuam Hitler, suásticas e o número 88.
A oitava letra do alfabeto é o H; HH dá “Heil, Hitler”, a saudação dos nazistas.
Consomem baldes de álcool. As outras drogas têm apenas uso marginal.
Ostentam tatuagens enormes em que se leem “Ódio”, “Hate”, ou “Ame odiar”.
A propósito, odeiam gays e negros. São de direita.
Gostam de bater, bater e bater. E de brigar.
O perfil dessa turma, auto-denominada skinheads por influência do movimento surgido na Inglaterra durante os anos 1960, quem traçou foi a Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), da Polícia Civil do Estado de São Paulo.
No total, a Decradi já identificou 200 membros de 25 gangues com nomes como Combate RAC (Rock Against Communism - rock contra o comunismo, em português) e Front 88 (sempre o 88).
São integrantes desses grupos que aparecem com mais frequência como agressores de negros, gays e em pancadarias entre torcidas organizadas, quando encarnam a faceta “hooligan”.
Também a exemplo do que ocorre na Europa, skinheads são especialistas em quebra-quebra entre torcedores.

FAIXA DE GAZA
A delegada Margarette Correia Barreto, titular da Decradi, é quem lidera o esforço de identificação dessas gangues. Atualmente, na delegacia, há 130 inquéritos envolvendo os “crimes de ódio”- motivados por preconceito contra um grupo social.
“O alcance e a repercussão desses ataques, entretanto, é muito maior do que em um crime comum. Se um homossexual é atingido, todo o grupo sente-se atingido”, exemplifica a delegada do Decradi. “É uma comoção.”
Pelo levantamento da polícia, o foco dos “crimes de ódio” é a região da avenida Paulista e da rua Augusta, na região central da cidade. Segundo a delegada, ali é “a nossa faixa de Gaza”.
O motivo é que a área tem a maior concentração de bares frequentados por gays e por skinheads - cada turma no seu reduto, mas todos muito perto uns dos outros. “Eles acabam se encontrando pela rua”, diz a delegada.


- polícia evita confronto entre manifestantes pró e contra Bolsonaro
- polícia detém integrantes de grupo neonazista na Paulista
- jovens de colégio em Alagoas filmam agressão homofóbica e divulgam vídeo na internet. Infelizmente o Youtube removeu o vídeo alegando que o mesmo faz apologia à violência. Eu discordo, pra mim o vídeo tem caráter jornalistico. Felizmente o TerraTV pegou o vídeo e o editou de modo que pudesse ser novamente exibido na rede. [+ Veja]
- a cada 36 horas, um homossexual é morto no Brasil

domingo, 10 de abril de 2011

Tá pensando que é bagunça?

fonte: MixBrasil
Triste caricatura

- quanto a gente paga, por mês, para manter Jair Bolsonaro em Brasília?
- a Câmara dos Deputados deve cassar Bolsonaro ou assumir seu caráter racista e homofóbico?
- Bolsonaro declara guerra aos homossexuais
- os “bem criados” filhos de Bolsonaro o defendem dos “oportunistas”: conheça[m] o futuro da nação!
- você[s] se lembra[m] daquele casal de militares que, em 2008, ficou famoso por expor sua condição à revista Época e se tornaram o primeiro casal de militares homossexuais a sair do armário? Eles também tem algo a falar sobre Jair Balsonaro
- e não só de “soldadinhos” vive a política brasileira, também existem os “apóstolos” da verdade de Deus. Meda!



POR OUTRO LADO...:
- este mês faz 10 anos que a Holanda oficializou o casamento gay
- pesquisa feita nos EUA revela que a maioria dos católicos são a favor do casamento gay. Essa notícia parece até otimista, mas devemos lembrar que nos EUA a maioria dos cristãos é evangélico, então o bababo não assim tão simples...
- ...por exemplo, uma outra pesquisa feita lá nos States, revela que pais e mães homossexuais são mais bem vistos do que mães solteiras
- o Brasil aparece entre os 10 destinos turisticos mais gay friendly
- o gay mais bem sucedido de todos, Alexandre Herchcovitch, fala de negócios, moda, casamento gay e Dilma



Atualmente já existe certa maturidade das pessoas, o que as faz menos reticentes em relação à homossexualidade e todos os seus desdobramentos. Pseudomoralistas e religiosos à parte, a sociedade brasileira, mesmo que não aceite ou tente entender a homossexualidade, começa a dar seus primeiros passos no respeito aos direitos humanos. Apesar de ainda existir uma parcela que acredita que a homossexualidade é optativa, a teoria mais aceita no meio científico é de que os desvios de gênero são congênitos. O próximo passo para o desenvolvimento da plena cidadania de homossexuais e transgêneros seria o direito ao casamento civil, herança, inclusão do dependente na declaração do imposto de renda e o direito à adoção.

sábado, 9 de abril de 2011

Olha a cobra!... É mentira!

Trilha sonora deste momento: ELIZETH CARDOSO - CANÇÃO DE AMOR [+ baixe]


- a pica brasileira é a 14º colocada no ranking do tamanho de pênis. Mas se você[s] gosta[m] apenas dos number one, deve[m] ir ao Congo. E olha que os 17,93 centímetros deles é apenas a média entre os seus maiores e menores colocados [entre 20 e poucos, e pouco menos de 15]... Imagina!!! =D
Vai Brasil!

- falem bem ou falem mal, mas falem!..., Marcelo Hailer para A Capa: analisando a sustentabilidade dos esteriótipos gays no Brasil atual
- ...e, já que tocamos no assunto, no mesmo site, a última edição online da revista A Capa traz uma matéria muito interessante sobre estereótipos. Qual letra te representa mais: L, G, B ou T?
- como o nosso mundinho arco-íris tem tanta diversidade, nada mais natural que agora as figuras andróginas sejam valorizadas na moda. Mas peraí, mulheres com beleza andrógina sempre tiveram espaço garantido no circuito fashion! Sim, isso é verdade, o que eu estou falando é dos HOMENS com beleza andrógina. E quanto mais feminina, melhor, tanto que um modelo sérvio causou polêmica na última Semana de Moda de Londres. Na matéria em si não tinha nehuma foto para comprovar, mas foi só fazer uma busca rápida no Google para o meu queixo cair. Beeege!
Ele ou ela?
- agora as transex: quem acompanha este blog deve ter uma ideia do quanto eu solidarizo com trangêneros. Agora que o BBB11 apresentou uma transex operada e a modelo Lea T. despontou na imprensa nacional, as mulheres "trans" estão em evidência em um espaço que até então só cabiam Rogéria ou Roberta Close. Como recentemente apareceu muito material sobre o assunto, decidi juntar tudo sem muitas explicações. Seguem os links:
[+] Lea T. posa pela primeira vez para capa de revista brasileira...
[+] ...e também foi entrevistada por Renata Ceribelli, no Fantástico
[+] o jornalista Lufe Steffen, traça perfil de Roberta Close, para A Capa
[+] ainda n’A Capa, Léo Áquilla se prepara para seguir carreira internacional
[+] a ex-BBB Ariadna em entrevista para a revista G Magazine...
[+] ...e divulgando seu ensaio nu para uma edição especial da revista Playboy, ela falou sobre o processo da cirurgia de mudança de sexo

sábado, 15 de janeiro de 2011

The 2nd decade of the 21st century starts

Danny, 33 anos
Ok, já estamos no meio de janeiro. Desde minha última postagem aconteceram tantas coisas aqui, no Brasil e no mundo. Meu aniversário foi no dia 08/jan. Trinta e três anos. Como muitos disseram, a idade de Cristo. Eu espero que, após minha crucificação, eu possa realmente ressurgir na Páscoa como uma fênix, poderosa,... imortal.
Por aqui, assim como ao redor do mundo, a chuva não dá tréguas. Em minha opinião, um preço pequeno a pagar diante de todas as interferências humanas na biosfera terrestre. Mas não me entristeço. Por cada vida perdida nestes desastres, certamente, o dobro nascerá em retorno.
Minha amiga, Paluzza, chega a São Paulo amanhã. Infelizmente estarei trabalhando e não poderei vê-la tanto quanto gostaria, mas ouvi dizer que já existem planos para uma festa, talvez até uma baladinha para chacoalharmos o esqueleto.





ATRASADÍSSIMAS. QUEM JÁ VIU, REVEJA!...:
- uma proposta para os evangélicos: batam em outra tecla!
- entrevista exclusiva com Nany People
- homens estão se utilizando de cirurgias para cuidar de suas frutas
- no Mix Brasil, Neto Lucon lista as 24 personalidades de 2010; e, Helio Filho, os 24 piores lixos
- como convidado do The Oprah Winfrey Show, Ricky Martin disse à apresentadora que ter nos braços os filhos gêmeos, Valentino e Matteo, lhe deu a coragem para sair do armário; depois, em matéria da revista britânica Attitude, detalhou como seria seu parceiro ideal; agora, um pastor fanático homofóbico de Miami, Oscar Aguero, planeja se manifestar contra uma rádio local pela exibição de uma entrevista com Ricky Martin na qual ele fala sobre seu primeiro encontro sexual e a primeira vez em que se apaixonou por um homem; o pastor acusa a rádio de apresentar o cantor como um modelo para as crianças que assistiam ao programa no horário da manhã; disse ele: “a cumplicidade desta emissora em transmitir essa mensagem merece, do nosso lado, nossas queixas perante a FCC [Comissão Federal de Comunicações, em tradução livre, a entidade que regula a mídia nos Estados Unidos], que diz que qualquer conteúdo pornográfico, indecente ou obsceno pode ser relatado como uma denúncia”, além disso, o pastor afirma que Ricky Martin há muito tempo vem promovendo uma “agenda homossexual” em shows, incitando as pessoas a viver “la vida loca”...
- ...será que é por isso que o jogador de rugby, Gareth Thomas, o único atleta gay assumido no mundo hoje, em visita ao Ellen DeGeneres Show, compartilhou sua história e falou sobre o surpreendente apoio que tem recebido de algumas pessoas; ele ainda revelou que reza pedindo para se tornar hétero antes de se casar, e falou sobre tudo que já fez para se livrar de sua homossexualidade?
- ...já o ator James Franco ironiza os boatos sobre sua [homos]sexualidade
- na TV brasileira o beijo gay ainda é evitado, “eu já tentei botar várias vezes sem sucesso”, diz Aguinaldo Silva...
- ...o que não impede que uma série online voltada para o público gay faça sucesso na internet...
- ...ou que um advogado especialista em Direito Constitucional de Belo Horizonte grave um vídeo para pedir mais igualdade de direitos como resposta às constantes notícias de agressão à homossexuais...
- ...e que, para além dos meios de comunicação, o Brasil dê seus primeiros passos no turismo GLS...
- ...e que, no submundo dos sex clubs de São Paulo o medo e o preconceito estejam diminuindo
- fotos com boys sarados que ilustraram a revista Junior e que mais receberam elogios no ano que passou...
- ...e, pelo Natal, um ensaio provocante com modelos “brincando” de papai Noel