FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS

FAVOR REPORTAR LINKS QUEBRADOS
Please report broken links
リンク切れを報告してください。

última atualização 20/06/2016

domingo, 30 de março de 2008

Derradeiro

Ai, ai, caro[s] visitante[s]... hoje estou com preguiça [na verdade, sem muitas idéias e um pouco de preguiça] para escrever sobre qualquer coisa relevante, então vou apenas publicar a última parte da série BANQUETE S&M, do OSZE, que eu estava devendo há meses. Enjoy!


[+ parte 1] - [+ parte 2] - [+ parte 3] - [+ parte 4]

sábado, 15 de março de 2008

Mocinhos e bandidos

do mestre JULIUS

Por Vênus

NO INÍCIO DESTA SEMANA EU RECOLHI MATERIAL DE PESQUISA SOBRE O DIA INTERNACIONAL DA MULHER PARA O MEU SOBRINHO. SUA PROFESSORA HAVIA PEDIDO QUE ELE FIZESSE UMA REDAÇÃO SOBRE O TEMA. EM UMA DAS PÁGINAS QUE ENCONTREI NA INTERNET HAVIA UMA IMAGEM, QUE EU CARINHOSAMENTE PLAGIEI, AO MESMO TEMPO QUE ME INCENTIVOU A ESCREVER SOBRE O TEMA.

Em 8 de março de 1857, as operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque fizeram uma grande paralisação reivindicando melhores condições de trabalho. Naquela época, elas trabalhavam em regime de semi-esvravidão com jornadas ininterruptas de 16 horas diárias por salários que equivaliam a um terço daqueles pagos aos homens. Essa manifestação foi reprimida pela polícia e pelos donos da fábrica com uma violência impensada nos dias de hoje: as operárias foram trancadas dentro da fábrica que depois foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas.
Em 1910, a primeira conferência internacional sobre a mulher aconteceu em Copenhagen, na Dinamarca, e lá, decidiu-se que o dia 8 de março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher em homenagem às mulheres assassinadas em 1857. Esta data só veio a ser oficializada pela Organização das Nações Unidas [ONU] em 1975 e não aconteceu apenas para relembrar aquele trágico evento. Na maioria dos países, o dia 8 de março é marcado por debates, conferências, reuniões e discussões sobre o papel da mulher na sociedade atual com a intenção de diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher já que elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários abaixo da média, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional.
A partir da criação do Dia Internacional da Mulher muita coisa mudou: desde as reivindicações do filósofo francês Condorcet em 1788, que exigia a participação política, emprego e educação para as mulheres, até a conquista do direito de votar e de serem eleitas para cargos nos poderes executivo e legislativo, o que só aconteceu no Brasil, em 1932.
Muitos objetivos já foram conquistados e as diferenças entre homens e mulheres diminuem a cada dia. Mas mesmo assim, muita coisa ainda precisa mudar para que exista uma igualdade plena entre os sexos em todos os segmentos.

OUTROS MARCOS HISTÓRICOS
1840 - Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.
1859 - surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.
1862 - durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.
1865 - na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.
1866 - No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas
1869 - é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres
1870 - Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina
1874 - criada no Japão a primeira escola normal para moças
1878 - criada na Rússia uma Universidade Feminina
1901 - o deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres


fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Internacional_da_Mulher
http://obaoba.uol.com.br/especiais/mulher06/historia.htm
http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm